26 de Outubro de 2020

MANAUSFC x Imperatriz (MA), um reencontro com o passado, agora em outro “patamar”

Domingo, 8 de julho de 2018. Estádio Ismael Benigno. Confronto entre MANAUSFC x Imperatriz (MA) valendo vaga na Série C de 2019. Depois da derrota no jogo de ida pelo placar mínimo, o Gavião do Norte precisava vencer por dois gols de diferença para ficar com a vaga. Nos 90 minutos o esmeraldino ficou no “quase” ao bater o Cavalo de Aço por 2 a 1. O placar, porém, era insuficiente para garantir a classificação direta. As equipes foram para as cobranças de pênaltis. A vitória não veio, para frustração de uma Colina lotada. No ano seguinte foi a vez do Gavião bater as asas para a Série C. Agora, as duas equipes têm a oportunidade de reeditar aquela icônica partida depois de dois anos, só que desta vez, na Arena da Amazônia, às 16h deste sábado.

Hoje, na Terceira Divisão, Manaus e Imperatriz vivem situações diferentes. O Gavião está na sétima posição com oito pontos conquistados no primeiro turno, enquanto o Imperatriz está na lanterna do grupo A com apenas um ponto na competição.

MANAUSFC x Imperatriz (MA), um reencontro com o passado, agora em outro “patamar”

O momento não é nada favorável para o time maranhense, mas o Gavião também vem de um revés diante do Clube do Remo e precisa vencer para almejar uma posição melhor na tabela. Por todo este cenário, o técnico Luizinho Lopes pede concentração máxima. “Espero que possamos chegar concentrados para esta partida. Não podemos entrar em desespero. Temos de ter sabedoria para vencer essa partida”, disse o treinador, que lembrou da invencibilidade do esmeraldino na Arena da Amazônia. “Estudei muito o Manaus antes de vir para cá, muitas vezes a Arena da Amazônia lotada, uma atmosfera muito positiva que joga em favor do clube. Infelizmente não podemos contar com a torcida, mas vamos em busca de manter essa invencibilidade”, disse o treinador. O time manauara não perde há mais de dois anos no palco da Copa do Mundo.

MANAUSFC x Imperatriz (MA), um reencontro com o passado, agora em outro “patamar”

O jogo contra o Imperatriz é o último da primeira fase da competição para o time amazonense, mas o Luizinho prefere deixar as projeções para o segundo turno para outro momento. “Primeiro vamos em busca dessa tão sonhada vitória para a gente não se distanciar do G4, que é o nosso grande objetivo.  Muitas equipes estão se reforçando, muitas equipes estão evoluindo durante esse processo. Espero que possamos terminar o primeiro turno da melhor maneira possível para que a gente possa projetar o segundo”, finalizou o comandante esmeraldino.

Encontro com o passado

Ao lado de Derlan, Rossini, Panda e Hamilton, o goleiro Jonathan é o um dos remanescentes daquele icônico jogo contra o Imperatriz em 2018, que rendeu o acesso ao time maranhense. Ele entrou como titular, mas acabou saindo com uma lesão no ombro. Para o paredão esmeraldino, será uma oportunidade de “revanche”. “Sim, tem um clima de revanche porque nós perdemos um acesso dentro de casa para eles. Não foi o que gostaríamos, mas foi o que aconteceu. Mas esse jogo, tirando a revanche de lado, será uma partida importante para o Manaus. Nós necessitamos desses três pontos para livrar de vez dessa má fase que tá no grupo, mas tenho certeza que vamos fazer um grande jogo e, se Deus quiser, a gente vai sair de lá de dentro de campo com os três pontos”, disse o goleirão.

 

Deixe seu comentario

Patrocinadores